Duda Melzer: O Novo Sinônimo para Gestão de Pessoas

Eduardo Sirotsky Melzer conhecido como “Duda Melzer” é presidente e chairman do Grupo RBS e possui além de uma sólida formação acadêmica, uma excelente e admirável experiência profissional marcada por premiações e nomeações. Duda Melzer é formado em Administração de Empresas pela PUCRS (Pontíficia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) com MBA na Universidade de Harvad, sendo proprietário de marcas de jornalismo e entretenimento no sul do Brasil, e chairman e fundador da e.Bricks, empresa de investimentos no ramo digital com atuação no Brasil e nos Estados Unidos.

 

Atualmente, estamos presenciando um mundo com frenéticas transformações tecnológicas e o caminho garantido para que uma empresa possa sobreviver neste cenário, segundo o ponto de vista do empresário, é se tornando flexível, ao ponto de ser capaz de mudar e acompanhar essas transformações. Porém, não é exclusivamente as empresas que devem se atentar as essas mudanças, pois é imprescindível que as pessoas se aprimorem constantemente, para não perder o seu espaço no mercado, ficando para trás.
Entretanto, na visão de Eduardo, um bom gestor deve além de motivar seus subordinados, possibilitar o desenvolvimento de novas aptidões e reconhecer a dedicação de seus funcionários, deve saber lidar com os problemas que vão surgindo ao longo do trabalho e a forma correta de demitir, sendo muito mais simples gerenciar estas questões, quando o ambiente de trabalho é saudável e toda a sua equipe é motivada.
Mas não é somente nos negócios que o empreendedor demonstra sua aptidão e envolvimento, pois quando o assunto é sustentabilidade, Eduardo também demonstra preocupação, participando de eventos exclusivos como, por exemplo, Zeitgeist do Google e Sun Valley, da Allen&Co.
Tendo como inspiração o americano John Davis, professor de Harvard e especialista em negócios familiares, sendo o Grupo RBS o seu primeiro cliente no Brasil, suas orientações sobre as regras de excelência em governança do Grupo RBS, foram colocadas em ação no processo que resultou na liderança de Eduardo em 2012. Duda Melzer segue também princípios estratégicos de consultorias prestadas por Jim Collins e Ram Charan, dois, dos mais prestigiados pensadores contemporâneos do mundo dos negócios.
Através da trajetória, da sua experiência e de suas declarações em diversos veículos de comunicação, é possível identificar que Duda Melzer presa por uma liderança não apenas focada no domínio das atribuições em negócios, mas sim também, no domínio, principalmente em gestão de pessoas, onde o líder deve ser sensível ao ponto de perceber os perfis de cada profissional, e assim poder agir, indicando o seu caminho, ou seja, mostrando no que são realmente boas e onde exatamente são boas.
Quando nos referimos a Duda Melzer é impossível não mencionar sua marca deixada na sua atuação profissional, onde a gestão de pessoas é a ênfase do seu legado. Em sua concepção, uma empresa só pode se destacar e continuar crescendo se possuir pessoas que sejam apaixonadas e juntas trabalhem por ela. Segundo o empreendedor, quando nos propomos a realizar algo, devemos agir com excelência para que o resultado final seja sempre o melhor.

 

Para quem quer empreender sem tantos riscos: as franquias

Em um cenário econômico ainda caótico, poucos têm se aventurado em empreender e abrir seu próprio negócio, face a instabilidade que este tipo de investimento gera em um momento inicial. Ademais, sendo difícil fazer economias, pode não ser um processo lento arrecadar montante suficiente para começar o negócio e ainda se manter enquanto este não dá resultados, no período inicial. Nesse contexto, segmento que possibilita empreender sem os mesmo riscos são as franquias.

Definida como um tipo de estratégia em que o detentor da marca (franqueador) cede licença de uso de marca, patente e distribuição desta ao franqueado (novo investidor). Assim, com uma marca forte por trás, é mais improvável que o empreendimento tenha resultados insatisfatórios. No entanto, é de suma importância estar atento aos nichos de mercado, e ao local em que será estabelecida a filial.

Algumas boas ideias de investimento no modelo de franquia para o ano que segue são os ramos de alimentação saudável (alimentos orgânicos, sem glúten ou lactose), serviços para a terceira idade (expectativa de vida crescente significa consumidores aumentando), economia compartilhada (negócios estilo Uber e Airbnb, onde se utiliza algo que possui – no caso, carro ou casa – para gerar renda), serviços em geral (tem deixado de ser algo pessoal para se tornar franquia), entrega de comida em casa (a falta de tempo das pessoas hoje possibilita o aumento do interesse) e conserto de veículos (com a crise, não se compra mais muito veículo novo – os antigos, então, devem ser consertados).

Especialistas indicam que no ano de 2017 deve haver uma ligeira recuperação na economia, mas nada que possibilite que sejam criados negócios que saiam funcionando de vento em polpa. Assim, essas dicas de franquia podem ser uma boa ideia para quem tem sede de empreender – ao mesmo tempo em que se possui um negócio, de certo modo, próprio, se tem maior segurança por conta da utilização de uma marca já estabelecida no mercado.

Porém, é vital para o sucesso do negócio estudar muito bem o local onde será aberta a sua filial da franquia. Alguns meses de estudo prévio às peculiaridades de determinado local podem ser a diferença entre o sucesso e o fracasso do negócio.

Alguns sites se dedicam a este intermédio entre as marcas e possíveis franqueados: www.franquia.com.br/ e www.portaldofranchising.com.br/franquias-ate-25-mil/