Empreendedorismo critico durante a crise: oportunidades de mercado incluindo a Indústria Têxtil

A crise que anuncia-se há tempos trouxe, apesar da preocupação e da dor de cabeça aos brasileiros, oportunidades de mercado para os visionários, e os consumidores que, de desempregados passaram a ser empreendedores, e futuramente – segundo as revistas de negócios que apostam em ideias inovadoras, serão os próximos executivos reconhecidos internacionalmente por sua capacidade de inovação em meio a crise.

 

Os pequenos negócios, como por exemplo o surgimento de um restaurante vegetariano gerenciado pela Jeane Moura foi construído em função da necessidade de inovação em contraponto a crise, após ter experiência como vendedora em shopping e sentir falta de restaurantes que atendessem a procura de clientes que buscam uma alimentação semelhante ao movimento Slow Food, decidiu implantar seu negócio à partir desta constatação, sua inciativa empreendedora resultou em um restaurante conceituado, que ela define como um restaurante de DNA Natural, além da surpresa da busca dos seus clientes por esta alimentação no Brasil, Jeane Moura teve apoio internacional, e agora continua em expansão analisando meios de alcançar novos clientes.

 

O empreendedorismo voltado à economia criativa, bem como a alimentação saudável, a preservação do meio ambiente, e a observação dos valores éticos que dizem respeito aos envolvido em uma empresa, é a aposta de investimento positivo indicado pelos economistas, durante a crise, outro fator interessante a se estudar é o empreendedorismo pautado em investimento e iniciativas de economia criativa que veem tendo apoio nas novas tecnologias; as Startups entram como uma ferramenta a favor destes empreendedores, os próximos meios de comunicação avançam e apontam formas inovadoras de conquistar outros mercados de consumidores, no entanto, converter está ação em retorno financeiro para obter-se demais investimentos, depende da real intenção do negócio, pois o impacto social causado pelas empresas veem sendo o divisor de águas para as mesmas.

 

Ou seja, quando o empreendedor abre seu negócio e em um determinado momento busca capital para investir e aumentar seu retorno financeiro, a primeira pergunta que é feita por aquele que apoiará este empreendedor é:

 

Qual será o beneficio e o impacto positivo que este empreendimento resultará na sociedade?

 

Hoje, em meio a crise, existem diversificados tipos de serviços que auxiliam e otimizam a rotina dos consumidores; cuidado com animais, Deliveries , Startups e até mesmo os Brechós, que aumentaram durante a crise, devido ao excesso da produção têxtil, a ausência do consumo e o acumulo de seus resíduos poluidores. Portanto, embora as inovações surjam como iniciativas surreais , estas também manisfestam-se como soluções positivas para a crise. O conserto, o reuso, e o escambo transformaram-se em oportunidades de negócios, agora estas atividades ganham valor por serem sustentáveis em consequência da sua capacidade de atribuir valor ao capital humano.

 

A indústria têxtil por ser usada como termômetro de mercado, tem seu papel preponderante no que diz respeito às inovações de mercado, as pesquisas acadêmicas em torno da moda sustentável apontam a mesma como uma como possibilidade de otimização voltada ao movimento Slow Fashion e sua capacidade empreendedora, destaca-se sua importância devido a história da Indústria Têxtil, bem como sua trajetória, seus avanços tecnológicos, desde o prêt à porter, considerando, principalmente, sua capacidade de formação de distinção social, compreendida como um fenômeno que impacta em todos as outras indústrias.

 

One thought on “Empreendedorismo critico durante a crise: oportunidades de mercado incluindo a Indústria Têxtil”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *