Rodrigo Hilbert lançou livro no shopping de Roberto Santiago

Imagem relacionada

No ultimo dia 21 de agosto, um dos investimentos do empresário Roberto Santiago – o Manaíra Shopping – recebe o ator e apresentador do programa Tempero de Família, Rodrigo Hilbert. O Catarinense foi à João Pessoa, capital da Paraíba, para o lançamento do seu livro de culinária que reúne mais de 70 pratos exibidos no programa do GNT – o intitulado “As deliciosas receitas do Tempero de Família 2”.

O evento de lançamento da obra culinária – que tem 208 páginas e é da editora Globo Estilo em parceria com o canal por assinatura GNT – acontece a partir das 19h no Shopping de Roberto Santiago. No Rio de Janeiro, o livro será lançado no próximo, dia 2 de setembro.

Sobre o livro

“As deliciosas receitas do Tempero de Família 2” inclui 70 pratos diferentes selecionados por Rodrigo Hilbert – eles saíram de diversas temporadas do seu programa no canal GNT, exibido às 20h das quintas-feiras.

No prefácio da obra, o apresentador destaca – “Gosto do contato direto com o alimento que eu como e divido com as pessoas. Para mim, é um grande prazer”.

Todos os pratos da obra que será lançada no Manaíra Shopping de Roberto Santiago têm imagens. Ela é dividida pelos capítulos – entradas e saladas; massas e risotos; peixes; carnes; aves; vegetais; doces e sobremesas; pães e pizzas; e rápido e fácil, que traz receitas como vinagrete de alho-poró, molho de cogumelo e farofa de amendoim.

Entre as receitas ensinadas por Rodrigo Hilbert estão pratos criativos e com ingredientes simples, como é o caso do frango assado com creme de abóbora e do bolo de fubá dourado, por exemplo – ou, então, como o ensopadinho de charque com lentilha, a lasanha de três recheios e chips de tortilha.

A paixão pela culinária

A paixão do apresentador e ator pela cozinha foi herdada da avó, da mãe e das tias do Sul, quando ele assistia as mulheres da família preparando as comidas caseiras em Santa Catarina. O gosto pela culinária foi sendo adaptado, virou talento e profissão. “As deliciosas receitas do Tempero de Família 2” trata-se de um convite para cozinhar, sempre destacando a liberdade de improvisar e colocar a própria história em cada uma das receitas do Chef.

Esse é o segundo livro de culinária lançado por Rodrigo Hilbert, o primeiro – “As deliciosas receitas do Tempero de Família” – saiu em 2014.

O Manaíra Shopping – de Roberto Santiago

Inaugurados no ano de 1989, o Manaira Shopping é um dos maiores centros de compras da capital João Pessoa. O empreendimento já passou por cinco expansões desde que foi construído e, hoje, conta com cerca de 300 lojas distribuídas por uma Área Bruta Locável (ABL) de 75 mil m². O Shopping foi muito positivo para a economia e estrutura da região, pois atraiu variadas empresas comerciais, além de investimentos públicos em infraestrutura urbana.

Outro empreendimento de Roberto Santiago que moveu, economicamente, João Pessoa foi o Mangabeira Shopping – inaugurado mais recentemente, em novembro de 2014. Em benefício à localidade, três mil empregos foram gerados, só na época de construção do prédio. O Mangabeira ainda é um dos grandes incentivadores do desenvolvimento da zona sul da cidade.

Como empreender sozinhol?

Image result for EMPREENDEDOR SOZINHO

Com a crise econômica que atingiu o Brasil muitas pessoas precisam pensar em saídas para conseguir pagar as contas no fim do mês, e o empreendedorismo, pela liberdade que proporciona e pelo “sonho” do negócio próprio.

Ao pensar em um empreendimento, é importante pensar em alguns tópicos, como o seu conhecimento teórico e prático na área, já que ambos são necessários para a concretização da ideia e também a sua identificação, já que para dar certo, é necessário gostar do que se está fazendo.

A disponibilidade de tempo também deve ser levada em conta, já que para que tudo seja administrado da melhor forma possível, é necessário tempo e dedicação.

Ideais para empreender não faltam, mas é sempre bom se basear em algumas ideias que já deram certo não é mesmo?

Vender produtos por catálogos é uma prática antiga e muito comum, além de rentável. Tornar-se vendedora de alguma marca por catálogo é rentável tanto para quem deseja uma renda extra, quanto para quem precisa como renda única. Ser revendedora da área cosmética e de beleza, por exemplo, é muito simples de começar, basta ir ao site da marca que preferir e realizar um cadastro. Após analisar os termos e condições, e ter o material em mãos, basta encontrar os clientes adequados. Marcas como Avon, Natura, Mary Kay e Eudora proporcionam este serviço.

Outro empreendimento muito comum e que sempre está na moda é fazer alimentos para vender, no trabalho, para conhecidos ou no próprio bairro. Para as pessoas que gostam de cozinha, é uma excelente oportunidade, já que o ramo alimentício é um dos únicos que nunca está em queda. Porém algumas relações com a procedência dos alimentos, datas de validade, etc precisam ser confirmadas no site da Anvisa, para evita problemas futuros.

Já para os apaixonados por Pets, uma excelente opção é cuidar deles, a um preço acessível. Muitos donos tem receio de deixar os animais em canis ou estabelecimentos do tipo por medo dos animais sofrerem maus tratos, por isso é possível ganhar uma graninha dando banho, levando para passear ou até mesmo hospedando os pets em viagens do dono, situação que inclusive é ofertada em muitos sites e tem se tornado cada vez mais comum.

Outras opções são: Costurar, cabeleireiro e maquiador em domicilio, fotografar profissionalmente, fabricar e vender artesanato, aulas particulares, serviços de limpeza, serviços de DJ, manicure, pedicure, Blogs, Youtube, loja virtual, etc.

As opções não acabam, basta utilizar uma habilidade que já tem e torná-la rentável e até mesmo um trabalho integral.

 

Pesquisa aponta que mulheres são maioria na hora de iniciar um empreendimento

Uma pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com o IBQP (Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade)

aponta que, ao contrário do que ocorre em outros países onde há predomínio do gênero masculino, no Brasil, as mulheres é que são maioria na hora de começar um negócio, A taxa de empreendedorismo feminino entre novos empresários é de 15,4% contra cerca de 12,6% dos homens. O estudo mostrou ainda as motivações por trás da atitude empreendedora, entre as pessoas que estão iniciando um empreendimento, cerca de 42% o fazem por causa da necessidade e aproximadamente 52% por oportunidade. De acordo com Guilherme Afif Domingos, presidente do Sebrae, “Esse fluxo de entrada feminino no segmento empreendedor pode ser explicado pelo fato delas precisarem encontrar um meio de complementar a renda familiar”.

O estudo também mostra o campo de atuação dos empreendedores, as mulheres geralmente atuam na área de restaurantes e estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas, cabeleireiros e outras atividades de tratamento de beleza, serviços domésticos, bufê e outros serviços de comida preparada, comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios. Entre os homens, o setor de restaurantes e estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas também é preferência, seguido por manutenção e reparação de veículos automotores, serviços especializados para construção não especificados e comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios.

Conforme indica a pesquisa, o perfil dos empreendedores é formado predominantemente por pessoas com idades entre 35 e 44 anos (30,1%) e de 45 a 54 anos (26,5%). E mesmo que as mulheres sejam mais escolarizadas, elas ainda faturam menos do que o gênero oposto: 73% recebem até três salários mínimo, contra 59% dos homens. No quesito faturamento, cerca de 46% dos empreendimentos chega a lucrar até R$ 12.000 por ano.

No Brasil, diversos órgãos oferecem apoio aos novos empreendedores auxiliando na elaboração do plano de negócios e avaliando a viabilidade do empreendimento. Porém, os números indicam que poucos estão dispostos a buscar ajuda é acabam encontrando diversas dificuldades no caminho. A pesquisa informa que apenas 13,4% dos empreendedores brasileiros procuram os órgãos de apoio na hora de gerenciar o negócio.

Leia mais sobre a trajetória do executivo José Auriemo Neto

 

O empresário José Auriemo Neto, ou Zeco para os amigos próximos, chegou ao cargo de presidente da JHSF, incorporadora criada pelo seu pai, Fábio Auriemo, com apenas 27 anos de idade, se tornando um dos executivos de sucesso mais jovens desse mercado, que geralmente é formado por empresários mais velhos e experientes.

Antes de entrar para a faculdade, Zeco participou de diversas atividades extracurriculares, tendo morado no exterior e praticado esportes como futebol e hipismo, este último com um grande ícone do esporte, o treinador Nelson Pessoa. Com um espírito aventureiro e explorador desde jovem, ele já demonstrava seu futuro talento como empreendedor.

Após completar 17 anos, José Auriemo Neto escolheu fazer Engenharia na Faap (Faculdade de Engenharia de São Paulo), mas acabou abandonando o curso antes de sua conclusão, ao identificar que o que realmente vislumbrava para o seu futuro era a administração da empresa da família, a JHSF, ao lado de seu pai.

Há cerca de vinte anos, a empresa começou a investir na área da incorporação de imóveis, uma estratégia de mercado essencial para o crescimento acelerado nos anos seguintes. Atualmente, a JSHS possui projetos concluídos em várias cidades de São Paulo, e em capitais como Salvador, Manaus e Punta del Este, especialmente na área da incorporação de prédios comerciais e shopping centers, como é o caso Shopping Metrô Tucuruvi e o Bela Vista Shopping.

Portanto, ao assumir a presidência da empresa, José Auriemo Neto deu continuidade a esse posicionamento e adotou ainda uma nova estratégia, a de investir no mercado da incorporação de luxo, uma área que cresceu bastante há alguns anos. Entre os projetos que a empresa se envolveu nesse ramo, o mais surpreendente foi o Parque Cidade Jardim, um imenso complexo de luxo, na Marginal Pinheiros, que detém mais de 80 mil metros quadrados.

Muitos executivos da empresa se posicionaram contra esse projeto, incluindo Fábio Auriemo. Ainda assim, José Auriemo Neto insistiu na compra do terreno para a construção do Parque Cidade Jardim e trabalhou arduamente por anos nesse projeto. Visto atualmente como um dos principais complexos imobiliários do país, o local é composto por um centro de compras de luxo com mais de 150 lojas, vários prédios residenciais, quatro edifícios comerciais e uma filial do hotel Fasano.

O Parque Cidade Jardim foi um grande sucesso entre a população paulista pois representou uma alternativa eficiente para as pessoas que desejam fugir do trânsito e da violência urbana, sendo possível viver, trabalhar e ter momentos de lazer, tudo isso dentro desse enorme complexo.

Entre as razões que contribuíram para a carreira profissional bem-sucedida de José Auriemo Neto, é possível citar a vida pessoal plena e estável do empresário. Casado há anos com a administradora Mariana Landmann Auriemo, os dois são pais de Antônio e Olivia. E apesar da rotina de trabalho cansativa e atribulada, Zeco se esforça ao máximo para estar presente no dia a dia de sua família, aproveitando também os dias de folga e as férias para praticar golfe, seu esporte preferido há alguns anos.

Rede fatura R$ 6 mi com vendas de hambúrguer e chope sem garçom

A rede Mr. Hoppy Beer, que em 2016 abriu duas lojas na cidade de Curitiba, no Paraná, faturou cerca de R$ 6 milhões sem garçom e com cardápio possuindo apenas cinco itens. Chopes por R$ 10 e hambúrgueres os quais os preços variam entre R$ 10 a R$ 16 são os carros-chefe da empresa. No entanto, os hambúrgueres de R$ 10 (Happy Melt, Blue Moon, Barbie Kill e Classic Salaf Burguer) somatizam 90% das vendas dos mesmos.

A rede abriu nova duas unidades na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, no início desse ano, e espera abrir a terceira até o final do ano. Neste mês, a empresa inaugurará uma nova loja na capital paranaense.

José Araújo Neto, de 34 anos, conta que investiu por volta de R$ 50 mil em cada uma das unidades e o retorno veio dentro de um mês. Em 2015, antes de abrir a primeira loja, José já contava com uma kombi que vendia chope, e a utiliza até hoje para eventos que acontecem em Curitiba.

Pedidos feitos no balcão

Para reduzir as despesas, o empresário conta que não possui garçons e reduziu o número de opção no cardápio. Por esse motivo, os clientes fazem seus pedidos direto no balcão da loja.

O cardápio é o mesmo para todas as unidades: batata frita (R$ 10), onion rings (R$ 15), seis opções de hambúrgueres (preço varia entre R$ 10 e R$ 16), e uma porção com 12 minichurros (R$ 15). Além disso, também há 12 tipos diferente de chopes, sendo R$ 10 o preço de cada. A rede conta com promoções esporádicas para atrair clientes, onde o preço de um hambúrguer mais um chope é de R$ 15.

Dificuldades de aceitação do modelo no início do negócio

José conta que o modelo que decidiu adotar não teve grande aceitação pelos clientes no início. Ele afirma que quando abriu a primeira unidade em Belo Horizonte, o índice de rejeição foi muito alto, pois os clientes não gostavam de se levantar para pedirem o chope.

Planos para São Paulo

O empresário possui alguns planos para abrir lojas em São Paulo no ano que vem, e conta que vem recebendo várias propostas de franquia. Porém, afirma que o trabalho será maior e ainda está analisando tudo o que chega até ele.

 

Dicas de produtividade para empreendedores

Resultado de imagem para produtividade

Ser produtivo é o sonho de todo empreendedor, inclusive autônomos e freelancer. Quando você é seu próprio chefe as metas precisam ser batidas e os desafios alcançados e nada melhor para fazer do que a tal da produtividade. Mas como conseguir disciplina para todas os jobs? Primeiramente, é preciso ter uma visão clara do seu negócio. Quais seus planos para o futuro? Com uma estratégia bem definida o empreendedor pode exercer diversas funções na empresa sem comprometer o tempo de trabalho. Veja abaixa dicas para manter a produtividade no negócio.

Faça uma lista de tarefas

Nada melhor do que dá um check em uma determinada tarefa numa lista, não é mesmo? Fazer uma lista das coisas que precisam ser feitas no dia é como o planejamento da empresa, mas de uma forma diária e contínua. De acordo com as obrigações feitas você risca e parte para a próxima responsabilidade. Um conselho é que você faça duas tabelas com os afazeres urgentes e aqueles esperar mais um pouco. Checar e-mails por exemplo é uma tarefa que pode ser feita em algum intervalo.

Use a técnica Pomodoro

A técnica Pomodoro é muito conhecida e amplamente divulgada na internet. O criador da metodologia, Francesco Criolli, usava um relógio em forma de tomate para cronometrar o tempo, daí vem o nome. A ideia é baseada no entendimento de que dividindo o tempo em blocos pode estimular o cérebro e aumentar o foco. Cada bloco corresponde a um pomodoro de 25 minutos, depois do primeiro pomodoro é feita uma pausa de cinco minutos. A cada quatro pomodoros é permitido uma pausa mais longa, de 20 minutos. Essa técnica é usada principalmente para evitar a procrastinação.

Trabalhe em projetos pessoais

Ninguém nunca vive somente do trabalho. Ter vida social e manter projetos pessoais é essencial para a saúde mental. E aqui vale tudo! Pode ser pescaria, dançar, pintura ou até jogos digitais. Quem sabe nesses projetos você pode ter uma ideia bacana para negócio, não é mesmo? Desenvolva seu lado criativo com algum projeto em família! Um empreendedor que se preze deve a produtividade e com ela ser feliz nos negócios!

 

Assessoria financeira: qual é a utilidade e quando contratar

Resultado de imagem para assessoria financeira

Fazer a gestão de uma empresa não é nada fácil. Por toda a cadeia de processos que liderar um empreendimento envolve, mas principalmente por questões financeiras, tocar um negócio sem o devido preparo pode levar muitos à loucura.

O assunto finanças sempre é um tanto quanto complicado para amadores ou gestores de primeira viagem: muitos termos específicos, muita legislação para saber e atender, tarifas, tributações e todos esses nomes que a nossa mente liga automaticamente à burocracia e transações complicadas. O ponto importante aqui é um só: sem administração, empresa alguma se desenvolve e/ou dá lucro.

A administração é o ponto chave de qualquer negócio e é nesse momento em que uma consultoria financeira pode te auxiliar. Muito diferente do que se pensa, a consultoria financeira não é apenas sobre dinheiro. É certo que existe sim a parte contábil, mas uma consultoria pode orientar a administração da empresa em diversos pontos, começando pelo planejamento estratégico, passando pelo tático e implementando modos no operacional, de forma a refletir a gestão.

A contabilidade de um empreendimento não é apenas sobre pagar, receber, custos e contas: processos societários, aspectos tributários, entre tantos outros gargalos, podem ser dissolvidos através do trabalho de uma consultoria financeira.

Quando contratar uma consultoria financeira

Geralmente, os gestores usam a consultoria como um pedido de ajuda. Ou seja, quando um desafio surge e a administração da empresa não consegue superar, um consultor é acionado para aplicar metodologias e gerar resultados. Melhorar a estrutura contábil da empresa, dando um parecer integral acerca da situação financeira do negócio, é um procedimento que permite a tomada de decisões assertivas.

Uma empresa ou indivíduo devidamente capacitado para dar essas orientações entra em ação a fim de orientar decisões relevantes. Assuntos muito abordados nesse tipo de prestação de serviço são: realocação de recursos, corte de custos, análise de fluxo de caixa, pagamento de dívidas, previsão de faturamentos, entre outros.

O “melhor momento” para contratar uma consultoria/assessoria financeira é quando você sentir/os resultados mostrarem que algum aspecto precisa ser revisto ou aprimorado em seu negócio. Seja por estar enfrentando um momento crítico ou por estar estudando formas de crescer e lucrar mais, a consultoria financeira pode ser uma excelente opção para o seu empreendimento.

 

Cinco franquias de investimento com até 50 mil reais para microempreendedores

Resultado de imagem para franquias

Não é preciso de muito dinheiro para empreender. Algumas franquias exigem um investimento de até 50 mil. Entretanto, o cuidado para montar um negócio é o mesmo; planejamento, gerenciamento, metas e muito trabalho são primordiais para o sucesso do empreendimento. Isso porque muitos negócios são iniciados de forma autônoma, na qual aquele dinheiro investido é o resultado de muito sacrifício. Afinal para poupar é preciso muita dedicação e disciplina. Recomendamos essa lista com cinco franquias para pequenos empreendedores determinados.

Acqua Zero

A Acqua Zero é uma empresa especializada em limpeza ecológica e estética de carros. Atua em uma rede de franquias com o foco na preservação do meio ambiente, utiliza em média 300 ml de água para a limpeza automotiva. O investimento inicial é de 8.500 reais, o retorno do investimento é de 6 meses com o lucro médio mensal de 1500 reais.

Encontre sua viagem

É uma agência de viagens com vários destinos disponíveis para os clientes. O investimento inicial para a franquia é de cerca 5000 mil reais (home office), 40 mil para loja e 50 mil para quiosque. A partir de 3 meses há o retorno o investimento, e o lucro médio mensal é de 5 mil reais.

Ms. Kids

Fundada em 2009 a Ms. Kids é uma empresa de aluguel de máquinas de doces e brinquedos. A empresa não cobra taxa de propaganda e royalties. para ser franqueado o investimento é de 20 mil reais e o prazo de retorno é de um ano.

Cacau Show

A Cacau show é uma empresa consolidada no mercado de chocolate, com milhares de lojas espalhadas pelo país. O que pouca gente sabe é que a empresa oferece opções de baixo investimento para microempreendedores. O investimento é de 20 mil reais incluindo capital de giro e taxa de instalação. Um ano é o retorno do valor investido e o lucro médio mensal é de 4000 mil reais.

Kumon

A Kumon é uma empresa da área de educação especializada no ensino personalizado, reforço escolar e aprendizado individual. Presente no mercado há mais de 20 anos a franquia oferece um suporte para a capacitação para o empreendedor. O investimento inicial é cerca de 20 mil reais e o retorno do investimento é de 12 meses.

 

Quem é Luiz Carlos Trabuco Cappi, do Banco Bradesco?

Luiz Carlos Trabuco Cappi é um executivo brasileiro, atual presidente do Banco Bradesco, nascido em 6 de outubro de 1951, no município de Marília – que fica situado na região Centro-Oeste Paulista. Ele é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FLCH–USP) e pós-graduado em Sócio psicologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP).

O presidente bancário, em 2015, ganhou o título de “Empreendedor do Ano nas Finanças”, pela ISTOÉ Dinheiro – uma revista brasileira de economia e negócios publicada pela Editora Três. Já recebeu também o troféu Personalidade de Seguros do Ano duas vezes – a primeira foi em 2003, quando assumiu o comando como presidente do Grupo Bradesco de Seguros e Previdência, e a segunda, em 2007, por conta dos quatro anos da gestão no comando da seguradora. Além disso, Luiz Carlos Trabuco Cappi já marcou presença, no ano de 2009, na lista das 100 personalidades mais influentes do Brasil, publicada pela revista Época.

Os prêmios vieram por conta do bom trabalho desenvolvido pelo executivo e pela boa reputação adquirida no mercado financeiro e dentro do Banco Bradesco – local em que trabalha desde 1969, quando tinha 18 anos.

No Bradesco, Trabuco começou como escriturário e já passou por todos os escalões da empresa, inclusive, por áreas estratégicas como previdência privada e marketing. Aos 47 anos de idade, em 1999, foi promovido a vice-presidente da instituição bancária. Destacou-se, ainda mais, como chefe da Bradesco Seguros – cargo que assumiu de 2003 a 2009. Sob o comando de Luiz Carlos Trabuco Cappi, a participação de mercado da seguradora passou de 23% para 25% do total de prêmios – ainda, a contribuição dela no resultado da empresa aumentou de 26% para 35%.

A presidência da companhia veio em março de 2009, quando o banco havia acabado de perder a liderança de mercado. O executivo entrou como sucessor de Márcio Cypriano – o atual presidente na época – e promoveu a criação de uma universidade corporativa, buscando a renovação dos quadros de liderança e conversando com executivos de todos os escalões da companhia.

Em agosto de 2015, no comando da instituição bancária, Luiz Carlos Trabuco Cappi comprou a filial brasileira do HSBC por US$ 5,2 bilhões, no maior negócio do ano no Brasil, e garantiu o grupo na briga pelas primeiras colocações no ranking de ativos. Bem por isso, inclusive, que foi escolhido o Empreendedor do Ano nas Finanças.

“Com o HSBC, conquistamos de uma vez o que demoraríamos cerca de seis anos para obter por meio do crescimento orgânico [ou seja, a melhora do desempenho interno da empresa]”, destacou Luiz Carlos Trabuco Cappi, na ocasião.

Ainda em 2015, o executivo foi cogitado pela então presidente do Brasil Dilma Rousseff para assumir o Ministério da Fazenda – mas ele não aceitou o convite.

 

Cinco problemas que impedem o crescimento de uma empresa

Resultado de imagem para crescimento empresa png

Ver o desenvolvimento do negócio é um importante desafio para o empreendedor. Isso porque muitas empresas não duram o primeiro ano e são obrigadas a fechar as portas, por isso, observar o negócio crescer trabalhando arduamente é uma tarefa essencial para o sucesso. Várias etapas são ultrapassadas durante a execução do negócio, seja um produto ou serviço. Para o empreendedor, é preciso ter foco para não desistir e a empresa se tornar um fracasso. Veja abaixo cinco problemas que o empresário pode ter no desempenho das tarefas.

Foco na quantidade e não na qualidade

Com a intenção de crescer, muitos empresários miram em vários produtos ou serviços. Cada um tem uma própria especificidade e por isso exigem planejamentos diferenciados. O que muitos empreendedores não percebem é que focar em variedade não significa lucro certo, mas sim, mais trabalho e resiliência.

Muitos negócios para um só empreendedor

Dinheiro é bom, mas o dia tem 24 horas e todo empresário merece vida social, não é mesmo? Mais do que nunca, em momentos de crise, cautela é a palavra do sucesso, muito negócio para uma só pessoa cuidar pode não ser o ideal.

Falta de planejamento

Quem quer empreender, quer fazer isso de forma rápida. Mas a pressa em iniciar um negócio pode levar a empresa para um caminho do fracasso. Leve o tempo que for necessário para o planejamento ser 100% de acordo com seus objetivos e metas. Com certeza o sucesso será alcançado.

Inexperiência

Montar um negócio, para todos, é arriscado. A experiência descrita no texto não é somente de idade, mas de bagagem também. Fazer uma viagem, estudar algo novo, praticar um esporte, tudo isso é uma certa “vantagem” para quem quer montar uma empresa. O empreendedor deve aprender com todas as experiências vividas.

Muita ansiedade e pouca paciência

Estamos no século XXI, a era digital. A informação é passada além rapidamente, dispositivos móveis, televisão, a vida é instantânea. Por conta disso, nos deparamos com uma sensação de pressa em tudo na vida. E a ansiedade pode ser prejudicial para o sucesso do negócio. A paciência é uma qualidade importantíssima para o negócio.